Star Wars Rogue One | Caminhada da morte de Vader quase não sai na versão final!

Sabe aquela cena do final de Rogue One onde a tensão é estabelecida entre os soldados rebeldes e de repente em meio a um corredor de deck todo esfumaçado, surge aquela lâmina de luz vermelha e só a figura da silueta de Vader já causa terror nos corações dos pobres soldados rebeldes e leva o cinema ao delírio… nos surpreendendo naquele momento em que você se pega torcendo para o vilão… “Vai Vader, seja mal… acaba com todos eles”, afinal – é o Darth Vader – o esteriótipo do mal vestido de preto, não dá pra resistir.

Agora imagina se ela não tivesse na versão final do filme…

Gareth Edwards – diretor do filme em entrevista ao Fandango – conta como seria a participação final do Darth Vader  e a correria para rodar a “Caminhada da Morte” a menos de quatro meses do lançamento do filme.

“Ele chega e destrói a nave Calamari. Aí o violador de bloqueio foge a tempo e ele persegue o violador de bloqueio”

Foi então que o montador Jabez Olssen sugeriu algo mais potente:

“Acho que precisamos colocar Darth naquela nave.”

então Gareth diz:

“Pensei, ‘Sim, essa ideia é brilhante’ e eu adoraria, mas não tinha como eles nos deixarem fazê-la”, explica Edwards. “É um número grande e nós tínhamos, sei lá, três ou quatro meses para o lançamento. Kathy [Kathleen Kennedy, presidente da Lucasfilm] apareceu e Jabez pensou ‘Que se dane!’, apresentou a ideia, e ela adorou. De repente, em uma ou duas semanas, estávamos no Pinewood Studios filmando aquela cena.”

Apesar do sinal verde, Gareth Edwards ficou apreensivo. Todo cuidado era pouco para a cena sair perfeita.

“Era minha última chance de fazer Star Wars, e, sabe, era o final [do filme]. Fomos muito, muito cuidadosos. Fizemos o storyboard de absolutamente tudo e tentamos não ter arrependimentos”, ele conta. Felizmente, o resultado final agradou a todos da equipe antes mesmo de contagiar os fãs. Saiu exatamente como queríamos. Saiu como a coisa certa a ser feita. É, realmente, um dos melhores momentos do Darth Vader. Aquele corredor… E nós, realmente, não queríamos fazer nada que vocês não tenham visto ele fazer. Então, [a cena] não distrai as pessoas. Mantivemos do modo como planejamos”,

lembra o diretor de Rogue One, satisfeito com o esforço.

Facebook

Deixe uma resposta