Quero começar a ler quadrinhos. E agora?

Você acaba de sair do cinema, de uma sessão de Vingadores. Você amou o filme e quer conhecer mais os heróis. Então, vai até a banca mais próxima e se depara com uma quantidade enorme de revistas, com as mais variadas numerações. E agora, por onde começar?

Provavelmente, se você pediu conselho a algum amigo para começar a ler quadrinhos, ele deve ter lhe dito que a cronologia é meio complicada, que você vai pegar a história pelo meio etc.

Bom, eu venho aqui para te responder essa dúvida de maneira clara e objetiva. Você me pergunta: “Danilo, por onde eu começo a ler quadrinhos?”. E eu respondo: “Por onde você quiser!” Simples assim.

E vou te dar três passos para iniciar sua aventura pelas HQs:

  1. Escolha seu herói favorito;
  2. Vá até a banca e compre a revista;
  3. Leia e divirta-se.

Agora, deixe-me explicar: o que seu amigo disse quando te aconselhou é verdade, existem mais de 70 anos de história rolando (claro, há retcons a todo momento, e isso não importa agora), mas você não é obrigado a saber o que aconteceu de lá pra cá para poder se divertir com uma boa história. Depois que comprar a revista, você pode ficar um pouco confuso com alguns fatos que ocorreram na edição anterior, ou no começo do arco. Mas dentro de uns meses, isso não importa mais. Você está acompanhando a história, já está sabendo como ela se desenvolve. Se você precisar de mais, vá até um sebo, ou uma loja especializada em quadrinhos e compre umas edições anteriores.

E digo isso por experiência própria. Há quase um ano eu comecei a comprar umas edições de “A Sombra do Batman”, pois eu tinha visto que uma história que eu queria ler seria pubicada: “Damian: Filho do Batman”. Essa revista é um mix de sete histórias, entre elas: Asa Noturna, Mulher-Gato, Batgirl, Batwoman, Capuz Vermelho e os Foragidos etc. Eu gostei muito dessas histórias, acompanhei por uns cinco meses e só, depois acabei deixando de lado. Nesse mês eu decidi voltar a colecionar, pois a partir de agosto, a nova fase da Batgirl será publicada (com histórias bem leves e divertidas). Novamente eu li as histórias que eu gostava na revista que eu comprava há um ano. O fato de ter passado um ano sem ler não afetou tanto minha experiência, mas como eu queria saber mais, corri atrás e consegui a edição anterior, pra poder me situar melhor. A mesma coisa aconteceu com a revista “Batman”, a qual eu gosto muito — sou fã do Scott Snyder e Greg Capullo, e também “Vingadores: Os Heróis Mais Poderosos da Terra”, que, apesar de começar na casa das vigésimas edições das histórias (e número um do Hulk, uhuu!), são início de arcos, o que ajuda no entendimento das tramas.

Então, caro amigo leitor, fica aqui minha dica e meu compartilhamento de experiências: se você quer ler quadrinhos, simplesmente comece. Escolha seu herói preferido, veja em qual revista ele é publicado e caia matando na leitura. E lembre-se: o maior objetivo é sua diversão.

Até a próxima!

Facebook