Crônica da vida urbana: Conversa de doido

Cruzo com uma vizinha idosa no hall do prédio, ela me vê e cumprimenta:
– Oi meu filho!! tudo bem?
eu respondo…
– Tudo bem! 
E ela emenda… 
– Como é que vai o neném?
huummm… o neném eu pensei….
Então prontamente respondi:
– Não é meu!
dando uma risada, como quem diz: a senhora se enganou. 
Mas ela emenda:
– Ahhhh ainda bem!
ok, digo “não é meu” e ela responde “Ainda bem” haha neste momento minha imaginação deu três voltas no universo… 
– Nãaao dona Coisinha, eu não tenho filhos.
E ela se dando conta…
Ahhh desculpa meu filho estou te confundindo com outro rapaz aqui do prédio…
Pensei: mano!!! ainda bem que disse que não era meu!
Vai que ela é uma daquelas que ficam regulando o entra e sai dos apartamentos… sei lá se ela não tava jogando um verde… conversa de doido!
virei, peguei o elevador e fui…
segue a vida…

Facebook