Como publicar sua história em quadrinhos!

Uma pergunta que todo quadrinista independente faz depois de elaborar o roteiro, construir o storyboard, desenhar as páginas, fazer a arte final trabalhar as cores, balões e letras é:

E agora como vou mostrar meu trabalho para o mundo?

Antes de tudo, desligue o botão da imaginação que você usou para fazer o seu trabalho e se prepare para que o desfibrilador da vida lhe dê um choque de realidade. A dura verdade é! Por mais legal, criativa, bem roteirizada, bem desenha ou colorizada que seja sua revista. Ninguém da a mínima pra ela!!!


É como uma tese de mestrado ou doutorado que você passa de dois a quatro anos escrevendo um livro que somente seu orientador e sua banca vão ler. Depois disso, sua linda pesquisa vai mofar em uma prateleira de uma biblioteca qualquer FOR… EVER…!!!

Cruel não é? ouvi isso no meu primeiro dia de aula como aluno especial de mestrado em ciência da informação há alguns anos, do meu professor orientador!!!

Com quadrinhos é a mesma coisa. Para que a coisa dê certo ela simplesmente “tem que pegar” e para isso você tem que mineiramente comer pelas beiradas. Neste caso nada melhor do que primeiro sermos aprovados por nossos pares e críticos.

Primeiro, antes de sair imprimindo as loucas não esqueça de registrar sua estória!
Para saber mais sobre isso dê um pulo em outro post do blog que fala sobre o assunto:
Como registrar sua história em quadrinhos!

Segundo, é preciso avaliar se ela é boa, temos que fazer um teste e o melhor lugar pra mensurar isso são nos eventos de quadrinhos, anime, shows de rock e afins são ótimos pontos de venda de material independente, pois lá estarão reunidas várias pessoas com os mesmos gostos que o seu. Nessa situação venda a um preço barato, porque se der de graça também todo mundo vai pegar e a um preço baixo somente os curiosos interessados vão querer comprar.

Mas quantos exemplares devo imprimir? Bem é um investimento, na minha opinião é bobagem querer lucrar imediatamente com a venda, então ponha uma coisa na cabeça!!! Não, você não vai ter retorno imediato do seu investimento, não queira vender pra pagar a tiragem porque vai ficar com ela encalhada.

Comece moderado com uma tiragem de 50 a 100 exemplares, dependendo do formato, quantidades de páginas (média 32 páginas) e da gráfica seu investimento fica em torno entre 750 a 1500 reais. Só se certifique de ter registrado sua estória antes de sair distribuindo.

Outras opções de divulgação são:

Bancas de jornal: Muitas bancas de jornal aceitam vender títulos independentes. Funciona como uma consignação, onde a banca fica com cerca de 30% do preço de capa caso algum exemplar seja vendido. Em geral, após um mês, os exemplares que não forem vendidos são devolvidos a você, juntamente com o valor referente ao que foi vendido.

Venda direta pessoa-a-pessoa é mais trabalhosa, mas é a que pode trazer melhores resultados.

Internet: Existem dezenas de livrarias online que aceitam vender livros e HQs independentes, mas para isso geralmente é preciso que sua HQ possua um código ISBN de publicação. O alcance de sua HQ passa a ser bastante amplo e as chances de vender algumas dezenas de exemplares são muito boas. Além disso, você pode vender suas HQs no seu próprio site ou blog, enviando os pedidos pelo correio.

E o que é considerado um tiro no escuro mas altamente válido é mandar gratuitamente um exemplar para cada editora que possa receber um material acabado e pronto para comercialização. Lembre-se editoras não vendem promessas e nem nada que não esteja no papel, logo, suas idéias por mais criativas que sejam não valem nada se não estiverem impressas encadernadas e prontas pra vender.

Uma ótima pedida também é mandar um exemplar para blogs e sites especializados em quadrinhos, séries, filmes e etc… escolha os mais influentes, aqueles que atingem o maior número de pessoas, caso seu material seja digno de uma pauta ou matéria certamente será divulgado, afinal… uma crítica boa sempre é bem vinda.

Bom… esse é um começo, um ponta pé inicial. Dessa forma você já pode mensurar se seu trabalho pode vingar ou não, afinal é para esse público que você deverá vender se tudo der certo.

Para você não sair totalmente desencorajado deste post, segue uma pequena lista de personagens com os maiores faturamentos, alguns são pra lá de cinquentenários e outros bem recentes, os dados são de 10 anos atrás mas ainda significativos!!! 🙂

Facebook

3 Replies to “Como publicar sua história em quadrinhos!”

Deixe uma resposta