Capitã Marvel | Mas quem é Capitã Marvel na fila do pão?

Um filme da personagem foi anunciado pela Marvel Studios, com data de lançamento para 8 de março de 2019. Hoje saiu seu primeiro trailer:

Será o primeiro filme solo de uma super-heroína produzido pelo estúdio. E será interpretada pela atriz Brie Larson, vencedora do Oscar de Melhor Atriz pelo filme “O Quarto de Jack”.

E neste exato momento, você que não é exatamente um leitor assíduo de todas as HQs da Marvel, DC Comics ou whatever… ser pergunta!!!

Mas quem diabos é Capitã Marvel na fila do pão?

Pois não se envergonhe, ninguém acompanha tudo por mais nerd que seja e Capitã Marvel, assim como Krees e etc sempre fora terceiro  ou quarto escalão da editora Marvel.

Evolução da personagem nos quadrinhos

Mas de vez em quando eles pinçam um ou outro personagem e jogam dentro dos X-Men – que é primeiro escalão – pra saberem que eles existem. Se você já assistiu as series animadas dos X-Men da década de 90  – clássica – deve lembrar dela como Miss Marvel – a desmemoriada Carol Denvers que perdeu os poderes para Vampira e depois voltou para atormentá-la psicologicamente…

A primeira menção oficial à heroína no cinema foi na cena pós-créditos de Vingadores: Guerra Infinita, onde mostra Nick Fury contatando-a através de um dispositivo que mostra o símbolo da Capitã Marvel.

Origem


Carol Danvers, então piloto da Força Aérea dos Estados Unidos, adquiriu seus poderes ao ser salva da explosão de um maquinário kree (o psicomagnetron) pelo primeiro Capitão Marvel (Mar-Vell). Porém, a radiação da explosão atingiu seu corpo em nível celular: ela se tornou uma híbrida genética kree/humana (o DNA do Mar-Vell impregnou o DNA humano dela). Adquiriu superforça, poder de voo e um “sétimo sentido” (similar, porém mais poderoso que o “normal” sexto sentido) Assim, ela iniciou uma carreira de heroína como Miss Marvel,

entrou para o grupo Os Vingadores, teve um caso com o filho de Imortus (Marcus) e depois retornou, quando teve os poderes absorvidos por Vampira. Nesta fase a heroína perdeu seus poderes e memória numa batalha contra Vampira (quando esta ainda era vilã), que os absorveu. Aparentemente, a natureza insólita de sua concepção genética travou os poderes, embora sua estrutura genética continuasse alterada. Com a ajuda do Professor Xavier, recuperou suas lembranças e participou de aventuras com os X-Men, e foi parar com estes no Império Shiar, onde todos foram contaminados pela Ninhada. No entanto, mais uma vez, ocorreu um fato inesperado: a incubação do embrião da Ninhada em seu corpo destravou os poderes, que retornaram em nível muito aumentado devido à exposição a um “buraco branco” (a estrela mais poderosa no quadrante shiar), uma fonte inesgotável de poder cósmico. Esse retorno dos poderes matou o embrião e a transformou quase em uma estrela humana – mudou seu codinome para Binária,

e entrou para o grupo Piratas do Espaço, comandado pelo pai de Ciclope e Destrutor (o Corsário). Binária ficou anos se aventurando no espaço até que reencontrou os Vingadores durante a Operação Tempestade Galáctica, onde se feriu (seus poderes começavam a diminuir às escalas originais, talvez pela interferência do Sol). Carol Danvers contudo manteve alguns de seus poderes e voltou com os Vingadores à Terra, quando seus poderes finalmente voltaram aos níveis anteriores, e ela resolveu adotar o codinome Warbird.

A insegurança por não possuir mais suas antigas habilidades a levaram ao alcoolismo e, novamente, deixou a equipe; voltou com a ajuda de Tony Stark, o Homem de Ferro. Depois que se descobriu que o Caveira Vermelha estava atuando secretamente no governo americano, Warbird recebeu convite para trabalhar para o governo, e lá está até hoje, tendo aparecido em Novos Thunderbolts deixando os Vingadores para cumprir missões para a S.H.I.E.L.D e acabou tornando-se uma espécie de “oficial de condicional” da nova encarnação dos Thunderbolts.

Poderes e habilidades


Quando foi exposta à tecnologia da raça alienígena Kree, Carol recebeu vastos poderes como: super-força (pode erguer várias toneladas), durabilidade (pode resistir a danos mortais), super-vigor (pode lutar por tempo indeterminado sem se cansar), agilidade (reflexos e velocidade muito rápidos), sétimo sentido precognitivo (capaz de antecipar os movimentos de seus oponentes), capacidade de voar, manipular e absorver energia (é capaz de absorver uma quantidade incalculável de energia, elevando o nível de seus poderes, além de poder disparar rajadas de energia pelas mãos ou pelos olhos), a energia absorvida faz com que ela seja capaz de modificar as moléculas de suas roupas, transformando seu traje civil em seu uniforme e vice-versa. Danvers, ao absorver uma grande quantidade de energia, é capaz de se transformar em Binária, uma versão poderosíssima da personagem que é capaz de destruir planetas inteiros, além de poder criar luz, calor, energia e radiação, e pode acessar todo tipo de energia dentro do espectro eletromagnético em uma escala solar, também possui um certo controle da gravidade e a capacidade de voar na velocidade da luz.

… mais uma coisinha…
Mais alguém aí ficou com aquele “Lanterna Verde Feelings” depois de ver o trailer, ou foi só eu? 😛

Facebook