Baú Quântico: O último Guerreiro das Estrelas.

Em tempos de remakes de 80s movies, vai aí uma dica para os estúdios Hollywoodianos.  O Último Guerreiro das Estrelas (The Last Starfigther) de 1984.

Para quem tinha 9 anos de idade, como eu, era o máximo – não chegava ao nível de Star Wars, mas era muito bem feito para tecnologia que tínhamos até então. Existem cenas em que podemos perceber as naves construídas com computação gráfica e em outros momentos as feitas de maquete. Mas o roteiro é apaixonante e completamente atual.

O filme conta a estória de um garoto que domina o fliperama “Starfighter” – sim fliperama era como jogávamos naquela época 🙂 – Nos termos de hoje, ele fechou o jogo. Este fliperama era, na verdade, um simulador de uma nave combate colocado na terra por um alienígena que recrutava guerreiros. Eram convocados para engrossar as fileiras da união interplanetária e defender a fronteira entre Xun e a armada de Ko-Dan.


Confira o trailer deste filme de 1884 e reparem em algumas características dos filmes da década de 80.

Daqui em diante eu conto o filme, se for inédito para você e por algum motivo você quiser vê-lo, acesse outro post de agora em diante!

Continuando… Depois de ser convocado, Alex é apresentado aos outros pilotos, contudo, o jovem dá uma surtada com tanta responsabilidade e pede pra sair para voltar a terra. Depois que eles voltaram para terra a base dos aliados foi atacada e todos os guerreiros foram mortos ainda dentro das docas e fora de seus canhões estelares. O império Do-Kan fica sabendo que um guerreiro sobreviveu e manda um mercenário para terra para dar cabo de Alex. Ele acaba sendo salvo por seu recrutador que conta a ele sobre o ataque sobre a morte dos outros guerreiros. Neste momento ele se torna o último guerreiro das estrelas.

A partir de então ele se junta a seu piloto um lagarto humanoide (Cezz) e Alex se torna o artilheiro e os dois são agora são – sozinhos – a última linha de defesa da fronteira. Daí pro fim do filme já dá pra imaginar como acaba, não é?

Ficha técnica:

Diretor: Nick Castle
Elenco: Lance Guest, Robert Preston, Dan O’Herlihy, Catherine Mary Stewart, Barbara Bosson
Duração: 100 min.
Ano: 1984
País: EUA
Gênero: Aventura
Cor: Colorido

Enfim, esta sem dúvida seria uma ótima opção de remake para os tempos modernos. Não precisa imaginar muito um garoto expert em vídeo game que é convocado para salvar o universo e se tornar um guerreiro espacial. Com certeza ainda funciona nos dias de hoje.

Facebook

Deixe uma resposta