Bat vs Super X Cap. América: Guerra Civil | Bilionários vs Homens Bandeira

Já não é segredo pra ninguém pois já foi declarado há muito tempo pelo próprio Stan Lee que a maioria dos personagens da Marvel Comics  são baseados em personagens da da DC comics. A própria criação dos Vingadores na Marvel foi baseado na revista da Liga da Justiça da DC.  O advento do filme Capitão América: Guerra Civil – também não foi diferente – a decisão de colocar um dos arcos mais famosos da Marvel no cinema foi porque a DC comics já havia decidido colocar herói contra herói em seu Batman vs Superman: A origem da justiça. Só não se imaginava que a estória de Guerra Civil no cinema fosse mais baseada no filme da DC do que necessariamente no arco e estória nos quadrinhos da própria editora.

lutas

Batendo os enredos e os roteiros dos dois filmes conseguimos relacionar equivalências obvias nas funções dos personagens dentro dos dois filmes.

DAQUI PRA BAIXO – SPOILER ZONE

Para o início da nossa brincadeira de equivalências temos a mais óbvia, o embate dos super bilionários contra os homens bandeira.

Os dois bilionários são motivados pela culpa na impossibilidade de ajudar a todos e lidam com a morte dos pais. Os dois Homens Bandeira são cobrados pelas consequências de seus atos que resultaram em mortes de destruições, são intimados a dar o controle dos seus poderes a decisões políticas dos governos a quem passariam estar subordinados.

Culpa pela a sensação de impotência
Batman: Um prédio da Wayne Enterprises caiu sobre seus funcionários e ele não pode fazer nada.
Iron-man: Um prédio caiu sobre um menino em Sokóvia quando os Vingadores lutam contra Ultron e a mãe do menino cobra isso de Tony.

Lidando com a morte dos pais
Batman: é o que motiva a criação do herói e neste filme também é explorado.
Iron-man: o filme já começa com com uma simulação holográfica de Tony Stark lançando um produto que pode inibir e mudar memorias ruins. Como exemplo ele usou as memorias que tinha de seus pais antes deles morrerem. Em uma reviravolta no filme ele descobre que o soldado invernal foi quem matou seus pais.

Lidando com as consequências dos seus atos
Superman: Uma rixa herdada dos atos de seus pais Kriptonianos é resolvida na Terra na base da pancada e força bruta sem se preocupar muito com tudo que há em volta. No melhor estilo “Meninas Super Poderosas” ele derrota o monstro mas deixa um rastro de destruição para que “Townsville” se vire pra limpar.
Capitão América: Por mais zeloso que o Capitão América seja com os civis ele é um soldado – e como soldado ele lida com as perdas como se fossem baixas de guerra, ao perder seu amigo Bucky na guerra ele é convencido pela agente Carter que sacrifícios são feitos por um bem maior e que a memória dos heróis serão preservadas. Então o Capitão depois de Nova York ( Vingadores ), Três Aeroporta-aviões em Washington DC ( cap America: soldado invernal ), uma cidade/pais em Sokóvia ( Vingadores Era de Ultron ), e uma bomba que explodiu no meio de uma cidade na Nigéria (Cap. America: Guerra Civil) – é cobrado por sua abordagem descuidada, destrutiva resultando em vítimas civis no comando da Equipe.

amarecaway

Recusando o controle político dos seus poderes
Superman: Pela Verdade, Justiça e o Modo Americano de vida é assim que o homem que veste a bandeira foi criado a mais de 75 anos. Sim ele veio do Kansas, apareceu voando com seus sapatos vermelhos mas não veio de OZ, veio de Kripton. Bata os calcanhares três vezes Superman, não há lugar como nosso lar. E assim ele foi criado, forte e imbatível vestindo a bandeira americana, defendendo os ideais americanos. E como todo bom americano deve obediência ao estado. Ok esse não é bem o mote de move essa nova versão do Superman. Justiça parece ser a única palavra que restou daquelas interpretações feitas por Christopher Reeve na década de 70. Em Man of Steel ele já havia deixado bem claro que iria ajudar mas que tudo iria ser feito do jeito dele e não do jeito americano e apesar de ser levado a foro popular, não parecia nem um pouco inclinado a se subordinar a ordens políticas que ele – como repórter – conhecia bem o mecanismo. Portanto mesmo antes de ser atingido pela explosão do parlamento ele não tinha nenhuma inclinação de aceitar a imposição.
Capitão América: Pela Liberdade, Justiça e o Modo Americano de vida no meio da segunda grande guerra nasce socando as caras dos nazistas, surge um homem vestindo a bandeira que alavanca a propaganda para o esforço de guerra e unir os americanos contra a opressão vinda do oriente.  Sim parece que ainda hoje é assim. Por este motivo o Capitão América não morreu! Contudo, depois de acordar do gelo e se certificar que nada mudou na política do mundo em todos esses anos esta versão do Capitão América: Guerra Civil já está vacinado contra o fato de ser manipulado e receber ordens de políticos ou instituições políticas. Isto ficou bem claro quando ele sentiu na pele o nivel de infiltração política da Hidra e como ele estaval passível das decisoes do inimigo em Capitão América: Soldado Invernal. Então manteve sua posição em Guerra Civil e parece que – pelas cenas pós créditos – continuará agindo de maneira independente financiado pelo Rei de Wakanda, como visto nas cenas pós créditos 1 – com a ajuda dos vingadores resgatados na cena pós créditos 2.

Apresentando um reforço poderoso
Mulher Maravilha: A Mulher Maravilha foi apresentada com um escudo em punho, protegendo Batman de uma rajada de energia lançada por Apocalipse. É um dos ícones da DC comics e um dos seres mais poderosos da editora – foi introduzido como prelúdio de seu filme solo.
Homem Aranha: O Homem Aranha foi apresentando com um escudo em punho que havia retirado do Capitão América instantes Antes. É um dos ícones da Marvel e um dos seres mais poderosos da editora – foi introduzido como prelúdio de seu filme solo.

diana_aranha

Palavra mágica que trava o herói:
Batman: Martha – Bastou Clark Falar o nome Martha que Bruce Wayne parar, pirar e travar na hora de finalizar seu ataque ao Superman. Depois que ele descobre  que é o nome da mãe de Clark – e ela está a mercê de alguém na eminencia de mata-lá e que Clark na verdade está se sacrificando, aquilo que ele não foi capaz de fazer pela sua própria mãe. Naquele átimo de segundo, ele se identifica com Superman e se sente envergonhado por fazer o que está fazendo. Além disso se dá conta que não enxergou – ele o Batman – que foi manipulado por Lex Luthor. Pois é!!!! Foi tudo isso que passou pela cabeça do Batman naquele exato momento em que virou a chave e ficou superamigo do Superman!! Num estalar de dedos – uma epifania!!!
Capitão America: Bucky – Bastou o Ossos Cruzados citar o Bucky pro Capitão América travar e não impedir que o vilão se explodissem no meio da cidade. A Feiticeira Escarlate teve que “quase” impedir que isso acontecesse. Para o Capitão a questão com Bucky é uma questão de culpa, ele foi incapaz de alcançar a mão do seu amigo quando ele caiu do trem no primeiro Capitão América. Desistir dele depois de saber que ele está vivo é admitir que mesmo com seus super poderes ele não consegue segurar a mão de seu amigo para não cair, ele não admite tanta impotência.

“Vilões” manipulam os heróis
Lex Luthor: O embate entre os heróis em BvS é totalmente manipulado pelo vilão Lex Luthor – que sim, é um vilão declaradamente vilão no filme, como motivos torpes e adota recursos violentos e malignos. Lex descobre que Batman é Bruce Wayne e alimenta sua raiva contra o novo alienígena com desinformação e iscas calculadas. Quanto ao Superman, Lex usa a boa e velha chantagem baixa e torpe, quando sequestra a mãe de Clark. Curiosamente, a arquitetura para que esse embate acontecesse, esvaziou um pouco os motivos ideológicos que motivou o embate dos dois nos quadrinhos.
Zemo: Ele é quase um anti-herói que foi forçado a ser o vilão do filme, pois suas motivações é exatamente a mesma do Pantera Negra, do Homem de Ferro, do Homem Aranha, da Feiticeira escarlate e vários outros heróis dos quadrinhos. Houve a perda de um ente querido e ele reage  a isto. A diferença dele para o justiceiro, por exemplo, é nenhuma! Contudo, ele é inteligente o bastante para usar a amizade do soldado invernal com o Capitão América, e o fato do Soldado invernal ter matado os pais de Tony Stark, ele expõe aos poucos isso ao longo do filme e joga um contra o outro motivados pela defesa das próprias convicções. Tudo isso motivado pela morte do seu pai, sua mulher e seu filho, depois que os vingadores junto com Ultron destruíram Sokóvia pelos ares. Seria ele mesmo um vilão?

Por fim, mesmo semelhantes ,  o filme da Marvel Capitão América: Guerra Civil é amarrado de uma forma que serve mais a diversão pela ação, contudo nada mudou, nada foi transformado depois que a estória foi contada. Depois que você assiste as duas cenas pós créditos a conclusão é que tudo continua como antes, nada mudou. Par ser justo, o filme serviu como gatilho dos filmes solo do Homem-Aranha e Pantera Negra. Mas a discussão que dividiu os dois lados depois dos vários embates levaram todos a um lugar comum, o mesmo que estavam antes. Diga-se de passagem, costuma acontecer a mesma coisa nos quadrinhos quando acontece esses crossovers. 🙂

Batman vs Superman: a Origem da Justiça tem sérios problemas de montagem é necessário autocompletar muitas lacunas – o que deixa muita gente irritada – mas as ações do filme são direcionadas a mudanças. Pelas própria visões de futuro do Batman sabe-se que uma invasão poderosa está por vir e o mundo que antes queria controlar os poderes do Superman agora vai ter que lidar com o fato de não contar mais com ele após a sua morte. A morte do Superman – assim como a do Batman –  era o objetivo de Lex Luthor e ponto de partida para a invasão da terra por Darkside.

 

 

Facebook