Banana na Xepa… e conseguimos chegar no finalzim da sexta na CCXP 2015.

Foi corrido, foi de repente, praticamente um… Ahh vambora?!?!

Domingo e sábado esgotados, em uma quinta arrastada ainda estava me recuperando de um churrasco de fim de ano em plena quarta-feira quando Danil0 Lima – também colunista no Banana – chega na minha mesa e pergunta:
– E aí Rodrigo? Vamo na ComicCon amanhã?

Virei pra ele e falei: – Bora!!!
Danilo: – Demorô!!
Rodrigo: – Sóhh!!

Depois desta conversa quase binária, de palavras curtas com menos de 10 caracteres, combinamos de sair às 18 horas pra poder chegar por volta das 19 horas ( segundo o infalível google maps ). HAHAHA quase deu pra ouvir o Coringa rindo!! Pobres ingênuos daqueles que trabalham com TI e acham que algo não vai dar pau logo antes de você se preparar para um compromisso. Pois deu! Já era 19 horas quando decidimos saltar fora. Saindo do centro de São Paulo em direção a Expo São Paulo o infalível Google maps nos indicava um trajeto de 1 hora.

Beleza!! dá 1 hora, chegamos lá às 20 horas fecha às 22, ainda dá pra aproveitar 2 horas!! Pensei, ano passado em 3 horas já tinha rodados tudo umas 3 vezes e ainda assistido um painel… vai dar tempo!!!

E então o Google traçou a rota mais rápida e lá fomos nós!! Por algum motivo uma avenida com 3 ou 4 pistas virou um caminhos cheio de quebradas e ruazinhas para que se pudesse ganhar 17 míseros minutos de trajeto. Então me vi engarrafado ao lado do Mercado Municipal ao lado de caixas, caixas e mais caixas de toda sorte, quantidade e qualidade de frutas, verduras, legumes e afins, pensando na possibilidade de poder – quem sabe – dar um salto quântico até o pavilhão de exposições. Enfim… só que não!! Depois de conhecer uma São Paulo que nunca tinha visto antes, chegamos aos portões da Expo São Paulo e no horário exato traçado pelo infalível Google Maps. Só que… e tinha que ter uma condição é claro!!! Chegamos no portões de trás, àquele de acesso reservado somente aos expositores. Maldito Google Jarvis… ou seria Google Friday…

IMG_20151204_222051527

O tio da portaria começou a indicar um caminho mirabolante pra chegar até os portões da frente, neste momento o GPS já tinha consumido metade da bateria do celular e tinha sobrado pouca energia pra documentar a visita. Desligamos a máquina e seguimos o instinto, uma meia hora depois conseguimos chegar ao estacionamento. Pra quem não sabe, ano passado era tudo um terrão na frente do Expo São Paulo, nem reconheci a entrada depois que vi um prédio de estacionamentos de uns… sei lá… seis andares. E o Pavilhão está aumentando mais, então tem um grande pedaço em construção… Motivo pelo qual tivemos que andar quase… sei lá… 800, 700 metros até chegar finalmente na portaria do evento. E em todo o caminho uma quantidade absurda de gente indo embora. Tava até esquisito uma fila tripla de gente indo embora e dois caras chegando. Nesse momento falei com o Danilo: – Não deixa esses caras zuar a gente não… se começarem a zuar a gente, fala temos um stand na feira. Hahahah stand na feira só se fosse uma barraca de Bananas!!!  Fomos por os pés dentro da feira, já era 21 horas, faltava uma horinha só pra fechar…. ô miséria… mas vamo lá… vamos ter que ser tático nessa…

IMG_20151204_212318250

 

Chegando lá, olhamos em volta e literalmente não sabíamos pra onde correr. A prioridade era achar uma banheiro e depois dar uma volta rápida no geral da feira sem muitas paradas, pra fazer um overview e depois ir atacando um ou outro ponto de interesse.

IMG_20151204_212233590

Hahahah novamente quase pude escutar novamente o Coringa rindo desse plano de ação. Não demorou muito encontramos o próprio!!! O J.Joker que trabalha conosco e nas horas vagas faz cosplay do Coringa em eventos afins. Mau deu pra dar um alô pro cara… de passagem… foi levantar a mão e sugiram dois telefones na minha frente com os respectivos proprietários pedindo para tirar a foto deles com o Coringa… Percebi que uma fila já se formava e que – parafraseando chapolin colorado – iriam se aproveitar de minha nobreza!! Tirei as fotos virei de costas e falei pra mim mesmo… Run Barry run!!!

E começamos a andar pelos stands, identifiquei alguns que já havia visto no ano passado e outros novos ou que chamaram mais atenção neste ano como o da Netflix, obviamente promovendo as suas séries inéditas derivadas do universo dos quadrinhos entre outras. Também teve um stand grande da Social Comics que tive a oportunidade de fazer um post a respeito e que recentemente foi adquirida pelo grupo Omelete e uma boa injetada de conteúdo foi feita desde então, agora com a entrada dos títulos do Maurício de Souza.

IMG_20151204_212909400

Em uma inevitável comparação com o ano passado dá pra perceber que alguns cresceram e outros vieram um pouquinho mais fraco de conteúdo novo. E quando digo conteúdo é conteúdo de stand e foi o que pude ver desta vez. Inegavelmente o investimento foi pesado no esforço de trazer os caras que geram o conteúdo, aqui para o Brasil na forma dos vários painéis que tiveram. assim como no fomento da discussão de mercado e negócio do entretenimento. Podemos notar uma divisão bem distribuída de conteúdo de produtores de quadrinhos, séries, filmes, games e música que teve mais espaço esse ano com um Alley só para músicos e alguns stands legais de instrumentos.

Mas voltando aos stands, notei que o da Marvel tava meio caído de novidades não trazendo muita coisa de novidade. esperava-se ver mais a respeito de Guerra Civil e o que deu pra ver foi só o uma releitura da Era de Ultron. O Stand de Star Wars também me impressionou mais o do ano passado, com aqueles capacetes de stormtropers desenhados por artistas diferentes dentre outras coisas me pareceu mais recheado de informações quando comparado com este ano.

Contudo, um stand que não tinha desculpa para não apresentar novidades foi o da DC Comics e não decepcionou. Tivemos material e figurinos das séries de TV, além é claro dos figurinos do já tão esperado Batman vs Superman.

IMG_20151204_211420470

Containers se empilhavam enquanto íamos ainda se acotovelando para registrar os objetos de cena do arenal do Batman e os figurinos que serão usados no filme que estreia em março do ano que vem. Claramente a intenção de uma passagem rápida e geral pela feira foi por terra quando chegamos ao stand da DC. Os detalhes das roupas estavam demais. O Batman está enorme, se o Ben Afleck está realmente daquele tamanho, o bicho tá grande!! Superman encolheu perto dele.

IMG_20151204_211757922

Depois disso foram várias fotos com colecionáveis, sim fotos porque sem chance de botar dinheiro naquelas estatuetas, numa crise dessas, pelo preço que os caras estavam pedindo – perderam a noção. Uma passada de lei na Panini pra ver se encontrava, ainda, alguma revista capa branca. O Danilo procurou… mas a do Batman já tinha esgotado… foi a do lanterna verde mesmo!!! Tomamos o rumo do Artist Alley – já em final de feira, com as alfaces todas no chão – mas a capa branca do  Lanterna Verde ainda conseguiu ser preenchida pelo traço de Rafael Albuquerque, já quase fechando a banquinha!

Ufa!! 22 horas!!! foi rápido… só nos resta agora encher o bucho – que não via comida desde o almoço – correria – com a xepa do Bob’s.

– Essa hora só temos Cheeseburguer!
Me disse a moça já cansada de atender o povo o dia inteiro.

– Então me vê um cheeseburger com Coca-cola moça!!!

Depois disso ficamos esperando os garçons começarem a empurrar as cadeiras, o pessoal dos stants começarem a sair, tapar tudo com aquele plástico preto e o cara do alto falante ir tocando a gente pra saída… praticamente, apagamos a luz e tomamos o rumo de casa.

E essa com a minha experiência na ComicCon 2015… bem diferente da do ano passado… mas como dizem… cada experiência é única!

IMG_20151204_222649430

Facebook